Blog

Home/Blog/O nosso assassinato de Cristo

O nosso assassinato de Cristo

“Deus que vem ao mundo como um pobre marginalizado é um mistério da fé cristã que se perde e se esquece na riqueza do natal”. (Jung Mo Sung)

O menino pobre na manjedoura como metáfora do Deus Todo-Poderoso que desce ao mundo dos oprimidos é um dos símbolos mais comoventes – e louco! – do cristianismo contra o consumismo doentio das atuais festanças natalinas. A secularização e captura do natal pelo mercado é também novo assassinato de Jesus Cristo que, por ironia, é agora cometido pela civilização ocidental que se julga portadora de sua herança.

Não são os muçulmanos, ateus ou “hereges” que matam o natal de Cristo, são os cristãos.

MARCIO SALES SARAIVA é sociólogo/cientista político, apaixonado pelas reflexões teológicas, mestre em políticas públicas pelo PPGSS-UERJ e pai de Tatiana, Michel, Gabriela e Isabela. É um democrata de esquerda que defende os ideais de justiça, igualdade e direitos humanos. Milita na defesa de direitos da comunidade queer/LGBT e considera o amor/caridade como caminho sagrado para o encontro com o Divino.
Gostou do artigo?
Assine a newsletter e receba as novidades em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>