Blog

Home/Uncategorized/A MINHA ANGÚSTIA TALVEZ SEJA A SUA

A MINHA ANGÚSTIA TALVEZ SEJA A SUA

1) Senti-me envergonhado de ver Eduardo Cunha presidindo a instalação da Comissão do Impeachment. Não é ilegal, mas é imoral. Cunha deveria estar preso! Creio que a maioria dos que defendem o impeachment também tem esse sentimento de repulsa.

2) E não é só o Cunha. A Comissão é formada por 65 parlamentares, entre eles, mais da metade estão “pendurados” com problemas na Justiça e quatro são alvos da mesma Operação Lava-Jato. É ilegal? Não, mas é imoral. Ver alguns bandoleiros fazendo discurso de virgem, “em defesa da moralidade pública”, é abjeto.

3) Cabe a Comissão investigar e decidir, mas ontem os deputados já declaravam apoio ao Governo ou gritavam “Fora Dilma”, sendo assim, a “investigação” é farsa. Será apenas um palco midiático para a guerra. As decisões já estão tomadas antes mesmo de qualquer escuta justa e atenta das partes envolvidas.

4) Talvez já tenhamos provas suficientes que incriminem Dilma em crime de responsabilidade. Não se trata de dizer que a presidente é pessoalmente corrupta. Até aqui, parece que jamais desviou 10 centavos para sua conta pessoal ou para injetar no PT, mas pode ser responsabilizada por aquilo que deveria ver e não viu, deveria fazer e não fez, deveria não assinar e assinou. Isso é irresponsabilidade. Além disso, há o problema da chamada “cegueira deliberada” quando o ator político não quer ver ou “não quer saber” aquilo que sabe/intui. O povo chama isso de “fazer vista grossa”. É crime? Que falem os especialistas.

5) Sim, é verdade que o PSDB tem muitos casos de corrupção e escolhas públicas nebulosas. No passado e no presente. Mas o fato de que o maior partido de oposição esteja envolvido em corrupção não isenta a coalizão do PT de pagar pelos seus supostos crimes. A guerra sobre “quem roubou mais, Lula-Dilma ou FHC” é patética. Que a Justiça apure e puna os casos em que há provas de corrupção contra membros do PSDB. Aécio Neves e Pimenta da Veiga já caíram em desgraça e poucos comentam isso. Alckmin poderá ir para o abismo. Que bom. Que o combate à corrupção não seja seletivo ideologicamente ou partidariamente.

6) Há sim um espetáculo midiático em torno desse tema. Compreensível. Jornalistas gostam de “furos”, coisas explosivas e grotescas. Isso vende, traz leitores. O povo gosta de ver e saber das maracutaias e fofocas dos bastidores. Se pegarmos os grampos de Lula como exemplo, a maioria das coisas que Lula falou não é crime. Pode sim revelar uma personalidade autoritária, debochada e desrespeitosa com as instituições políticas-jurídicas, mas é direito dele falar o que falou no âmbito privado. O foco deveria ser o que é realmente grave: a tentativa de interferir nos processos de apuração. Esse é o ponto!

7) Infeliz o povo que precisa de heróis. Todos os regimes totalitários tiveram como base essa mitificação de figuras humanas. O juiz Sergio Moro, até aqui, parece homem de bem, pessoa justa e honrada, além de ter o apoio da magistratura brasileira, ou seja, não é cavaleiro solitário. Por outro lado, ele pode sim cometer erros, posto que não é deus. Se errar, tem órgãos de accountabillity para corrigi-lo e até mesmo anular os supostos erros. Isso não deveria ser a preocupação, mas o conteúdo que foi divulgado, isto sim, causou um furacão político. Ao invés de ficarmos debatendo sobre a origem dos furacões, poderíamos nos concentrar sobre como resolver o problema do furacão. As consequências políticas estão dadas! Vamos ao foco? O que fazer?

8) Talvez seja justo o impeachment de Dilma. Eu ainda não estou convencido de que ela cometeu alguma irresponsabilidade criminosa, mas há fortes indícios que merecem maior debate e aprofundamento. O que me angustia é simplesmente “derrubar” Dilma e deixar o poder nas mãos do PMDB que já tem o apoio do PSDB para realizarem um governo de coalizão. Não se trata de um ódio pessoal contra o PMDB – ainda que eu assuma minha antipatia! – mas para que haja justiça plena, entendo eu que se Dilma cometeu crime de responsabilidade e se a campanha de 2014 recebeu dinheiro sujo, o PMDB estava neste barco também. O PMDB tinha o vice da chapa, vários cargos na Petrobras, diversos ministérios, autarquias e empresas estatais. Como impedir Dilma e deixar Temer? Ainda que se prove que Dilma cometeu crime de responsabilidade, o PMDB não deveria sair “limpinho” disso. Temer está envolvido em denúncias na Lava-Jato também!

9) Alguns defendem a tese do “gradualismo de derrubada”. Primeiro impedir Dilma, depois Temer, depois Cunha e Renam. A “limpeza” seria por etapas, mas ninguém combinou isso “com os russos”. Temo que o impedimento de Dilma e ascensão do PMDB-PSDB encerre a Lava-Jato ou retire a força dela, pois nesse cenário teríamos o presidente Temer, Cunha (Câmara) e Renan (Senado) como alvo da mesma operação. Eles não combinariam o esvaziamento da equipe do juiz Sergio Moro? Tendo apoio majoritário no Congresso o que eles podem fazer não só contra a Lava-Jato, mas em relação aquele programa socialmente regressivo chamado – piada! – “Ponte para o Futuro” que o PMDB apresentou com a chancela de Michel Temer e a coordenação de Moreira Franco, conhecido aqui no Rio como “o gato angorá” (apelido dado por Brizola)?

10) “Marcio, então você é contra o impeachment da Dilma?” Não, não é bem isso. Sou contra o caráter pequeno do impeachment, tal como se apresenta hoje (novos dados surgem a cada minuto!). Se é para “passarmos o Brasil a limpo” e se há provas contra Dilma, precisávamos também incluir o PMDB como corresponsável. Existe uma aliança! É por isso que simpatizo com uma saída popular, as eleições gerais. Precisávamos aprovar uma “PEC do Recall” e chamarmos os brasileiros às urnas. O processo do TSE que pede a cassação da chapa Dilma-Temer (bem mais justo!) parece demorar um tempo onde a desgraça já terá nos conduzido a um abismo ainda maior. Imaginemos mais quatro ou cinco meses nessa crise? O que vai sobrar disso?

11) Por último, os extremismos me preocupam. Os setores democráticos e progressistas estão ficando emparedados. Cresce a direita radical e o populismo “apolítico” da “onda amarela”. Eles podem dar o tom do impeachment e saírem mais fortes para 2018. Por outro lado, o petismo – entendido aqui como militantes, simpatizantes e parte da sociedade brasileira que gravita ainda em torno do PT e nele tem alguma esperança de regeneração – poderá partir para o confronto aberto. Já há muitos conflitos nas ruas e isso poderá se ampliar. O processo de impeachment durará em torno de 45 dias, mais 15 dias no Senado. Para fazer uma conta redonda, 2 meses. Imaginemos o drama?! Todos os dias! Não vejo nenhum risco de golpe, pois as nossas Forças Armadas estão absolutamente enquadradas nos marcos da democracia constitucional, mas a fratura social poderá ser imensa e trará consequências imprevisíveis.

12) Conclusão: Nenhuma! Eu disse que apenas iria desabafar angústias pessoais que podem encontrar alguma ressonância com a angústia de milhões de brasileiros que não se sentem representados nem pelos tucanos, nem pelo PMDB, nem pelo petismo. Estamos desencaixados e preocupados. As eleições gerais seriam uma saída fora desse arranjo pelo alto, mas será que nossa elite política compreenderá isso? Aprovaria uma PEC nesse sentido? Os partidos progressistas irão se unir nessa bandeira popular? O povo brasileiro irá entender? Os dados estão lançados. Poderemos varrer esta atual oligarquia política no voto democrático ou teremos uma saída pelo alto com um governo de coalizão PMDB-PSDB ou, ainda mais dramático, Dilma-Lula governando um país esfacelado até janeiro de 2019.

MARCIO SALES SARAIVA é sociólogo/cientista político, apaixonado pelas reflexões teológicas, mestre em políticas públicas pelo PPGSS-UERJ e pai de Tatiana, Michel, Gabriela e Isabela. É um democrata de esquerda que defende os ideais de justiça, igualdade e direitos humanos. Milita na defesa de direitos da comunidade queer/LGBT e considera o amor/caridade como caminho sagrado para o encontro com o Divino.
Gostou do artigo?
Assine a newsletter e receba as novidades em primeira mão!

88 respostas para “A MINHA ANGÚSTIA TALVEZ SEJA A SUA”

Marcia Dantas Gribel said On 18 março 2016 Responder

Marcio,
Parabéns pelo excelente texto !
Situação muito difícil. ..

Tarciana said On 20 março 2016 Responder

Marcio, achei pertinente essa reflexão ! Realmente alguém que me pareceu capaz de contribuir sem uma abordagem espetaculosamente midiática em torno desse tema.
Só não saberia se o povo estaria preparado paras as eleições gerais nesse momento, talvez ainda se mantivesse a polaridade. No entanto me parece a saída mais democrática.

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

Tarciana, como é bom encontrar pessoas afins ou com angústias semelhantes. Não estou sozinho. Abraços!

Bernadete said On 20 março 2016 Responder

Parabéns! Vc captou a angústia popular . O povo realmente quer nova eleição. Tenho certeza!

NERACI CARDOSO said On 20 março 2016 Responder

…que triste cenário o brasileiro, que papel feio, nada a representar, mas se tiver que ser, que sejam notícias boas…ainda tenho fé, acredito numa reviravolta, algo assim, que seja considerada a verdadeira ‘volta por cima’, o povo tem poder, falta a sabedoria, ele ainda cai no chão pra pegar migalhas, ainda acredita piamente numa mídia que só quer se promover e enriquecer com os desmandos de um governo moribundo e catastrófico…ainda critica os corruptos sem fazer idéia de quem e quantos são, por vezes aclamando um dos maiores corruptos, ainda comete pequenas infrações sem se dar conta que são também corrupção…ainda penso igual ao santo Mujica: hay que se investir en educación…

André said On 21 março 2016 Responder

Novas eleições com os mesmos partidos e políticos que estão aí? Se não houver uma sanção aos que aí estão e agiram errado, este “recall” vai parecer apenas chancela dos erros pelos brasileiros aos que mantiverem seus cargos. Não, obrigado. Vamos seguir com o devido processo legal, respeitando os institutos já existentes na Constituição e parar de querer mexer na Carta Magna, sempre que ela nos desagrada.

Estela said On 18 março 2016 Responder

exatamente essa é minha preocupação acho que quem deve tem que pagar seja quem,ou vamos viver nesse mundo de lama pra sempre tem que tirar o lixo fazer uma faxina geral.

Paulo Azeredo said On 19 março 2016 Responder

Não votei nela nem no outro, nunca acreditei neles. Se tiver motivo, que se tire. Mas nunca na mão grande. Eleições agora? Sei,não, ia dar direita ultraconservadora na cabeça!! Nénão?

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Pode ser. É um risco, mas lembre-se! Não temos mais o financiamento de empresas em campanhas eleitorais. Isso balança o cenário eleitoral.

Rejane said On 20 março 2016 Responder

E o fundo partidário?

Eliete said On 20 março 2016 Responder

Parabéns Márcio pelo excelente texto. Estou perplexa, sem saber como isso tudo terminará. O banditismo se implantou no Brasil e atou as mãos e os pés dos brasileiros; a falta de vergonha, o descaramento estão institucionalizados, não há para onde olhar. As pessoas trocaram o ser pelo ter e a decência é exceção, afastamento do grupo, isolamento. Mas eu confio nessa exceção, pois uma semente se transforma em árvore e pode gerar milhões de frutos. Os frutos podres tendem a morrer e os bons frutos se multiplicarão.

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

Eliete, sigamos juntos nessa luta democrática contra o banditismo. Abraços!

Roberto Tonanni de Campos Mello said On 21 março 2016 Responder

Excelentes considerações. De todo modo, mesmo numa convocação de eleições gerais teremos os grandes partidos, devido à sua organização e presença no território nacional com uma vantagem significativa. Afora isso temos o risco do surgimento de uma figura carismática, demagogia, oportunista reeditando o “caçador de marajas”. Digo isso para concluir que não temos uma saída fácil e isenta de perigos, mas espero que sejam muitos passos a mais rumo ao amadurecimento político.

Ana Letícia said On 21 março 2016 Responder

Gostei. Tb estou angustiada. Mas acho q o processo de impedimento real que vai segui no STF, envolve a chapa Dilma e Temer, por uso de recursos do petrolão. Não tenho certeza, mas vi isso em algum momento.

TINA WEIS said On 22 março 2016 Responder

Você acredita mesmo que não haverá mais financiamento de campanhas? A céu aberto não mas e por vias subterrâneas?

Marcio Sales Saraiva said On 23 março 2016 Responder

O ilegal pode acontecer, mas temos muitas instituições de controle e uma ampla vigilância da cidadania. A coisa vai ficar bem mais difícil.

Rebeca said On 19 março 2016 Responder

Concordo, Marcio, bom texto. Mas acho tb q temos q lutar, definitivanente, pelo fim das imunidades partidarias. Todos os homens sao iguais perante s Lei, segundo a Const. de 88. Chega desses bandidoes se esconderem atras das saias da impunidade! E pra quem eh religioso, tb tah valendo todis os homens sao iguais perante D’us. Chega de foro privilegiado! Chega de tratamento extra pra ladroes e bandidos em geral. Esse tem q ser o foco do futuro bem proximo, senao, mudarao as moscas mas a M continuara a mesma. Pronto, falei.

Elaine said On 19 março 2016 Responder

Sim, sua angústia tem ressonância!!! Suas dúvidas também!! Vejo uma esquerda na rua falando o que sempre falou, como se isso fosse justificativa para a permanência de Dilma, sem ampliar as discussões para o atual contexto econômico e de apoio político!! É uma direita que não diz nada com nada, mas segura do apoio da sociedade. Acredito mesmo que isso se estenda até 2018 e teremos uma campanha com Lula presidente, se até lá não aparecer algum tipo de impedimento legal a sua candidatura.

Carmita said On 19 março 2016 Responder

Obrigada! Foi um alívio saber q existe Gente c as mesmas dúvidas, a mesma angústia existencial, me deixando culpada no silêncio da incerteza e do medo de me expor. Uuiiiii! Essa espécie de limbo político, p quem como eu ainda se enternece c o Lula, tão lulinha ainda no meu coração.
E esse nojo da trinca de bandidos julgando ao invés de estarem sendo julgados. E esse olhar meio de gavião do Moro. Sou mesmo Sergio Moro???? Suas roupas me assustam….
É isso aí… Obrigada!

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Há milhões de angustiados. Abraços!

Noris said On 22 março 2016 Responder

Que Deus nos defenda de te lo em 2018. E depois as pesquisas já mostraram que o índice de rejeição dele é enorme.
É esse o seu desejo íntimo?

Professora Sonia said On 25 março 2016 Responder

Sinto o mesmo “enternecimento” que você e tenho os dois pés atrás com o Moro. Vejo alguma semelhança dele com Collor! Acho que viajei!! :/
No frigir dos ovos restará alguém?

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

Veremos até onde as coisas andam. O Judiciário tem seus limites e as classes dominantes permitem que as apurações sejam feitas até certo ponto de segurança. Abraços!

Karina g silva said On 19 março 2016 Responder

Caro Márcio, concordo com quase td. Apenas q depois do ocorrido, em que juiz Moro se despiu de sua toga e promoveu vingança ao sentir q perderia o controle da investigação e divulgou a conversa da presidenta, não dá pra dizer q é um simples erro, pois põe em dúvida a credibilidade do judiciário. Isto é inaceitável, e como diz ministro teori, o juiz deve resolver conflitos e não cria los. Portanto caríssimo, não acho q o juiz Moro deva ser inaltecido assim. Sua conduta movido pelo seu ego ferido, pós em cheque a sua imparcialidade, promoveu a politização da Justiça e merecia ser repreendida. Ao contrário, encontrou na magistratura um corporativismo inabalável e , infelizmente, um ministro do STF igualmente polarizado. A esperança de instituições sérias por aí se acabaram e o estado democrático de direito foi atingido. Grande abraço.

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Eu vejo saídas. Vamos acompanhando o desenrolar do cenário. Abraços!

Ana said On 21 março 2016 Responder

Karina, vamos só atentar para o alvo da investigação, o sr. Lula, que não tem imunidade parlamentar, que ao contrário do que Dilma falou, não é presidente! O grampo foi direcionado a ele, cidadão comum investigado pela PF, totalmente dentro da lei.

Ricard Lyra said On 19 março 2016 Responder

É isso aí.

Vera said On 19 março 2016 Responder

Nada a acrescentar, só a agradecer por expor de forma clara e simples o meu sentimento.
PARABÉNS pela matéria.
Me representa!!!

Maria Celeste said On 19 março 2016 Responder

O texto de Márcio Sales Saraiva é lúcido, coerente e está em consonância com o pensamento da maioria dos brasileiros! Entre outras coisas dessa reflexão há o fato de também não me sentir representada por qualquer dos segmentos políticos desse momento histórico! ! Sensação de desamparo e desânimo! !

Marilia said On 19 março 2016 Responder

Muito bom o texto! Sensato e expressa bem os poréns da situação e a angústia do brasileiro. Toda mudança envolve riscos e escolhas. Mas me sinto bastante esperançosa de que sairemos bem melhor do que entramos nesta história. A Lava-Jato é um exemplo de que evoluímos e certamente não pode sofrer obstruções..O povo deve estar se sentindo mais empoderado com a decisão do STF. Isso vai ajudar a manter a pressão para que as investigações e punições sigam seu rumo!

Maria Lucia said On 19 março 2016 Responder

Comentário sério e esclarecedor da nossa terrível situação. Queremos é precisamos de pessoas responsáveis e que amam Nossa Pátria seja o partido que for desde que sejam honestas,íntegras e com coragem de defendê-la. Deus te proteja. E a nós todos também.

helena said On 19 março 2016 Responder

Mas igualmente assustador é o resultado de uma pesquisa feita recentemente, Aecio, seria o vencedor, então a meu ver só trocariam o 6 por1/2 duzia, me revolta tmb e incomoda essa história, de Isto é, Veja, e Globo, receberem da (imagino) PF, exclusividade sobre tds assuntos.

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Marina está na frente e Aécio em queda vertiginosa.

SIMONE CELESTINO said On 20 março 2016 Responder

Marina na frente também é estarrecedor, já que ninguém mais sabe quem é ela na fila do pão. Ultimamente nem na “padaria” ela tem aparecido.
Estranho seria ela candidatar-se.
E com relação ao Moro, mesmo achando que ele tenha tomado a decisão de liberar as gravações num impulso, prevendo mesmo que perderia o controle na investigação sobre o “ministro da esperança “(SIC! ) – e acho até que se perderia mesmo devido a tudo que já sabemos acerca da pseydo-imparcialidade do stf – acho que foi uma estratégia de hábil enxadrista.

Adriana Veloso Alves said On 19 março 2016 Responder

Existe uma coisa chamada , amadurecimento politico ….temos que passar por isso , a faxina tem que ter um incio senao nunca muda

Sergio said On 19 março 2016 Responder

Fora Dilma! Fora Temer! Eleições Gerais Já!

Rachel Cavalcanti said On 19 março 2016 Responder

Que ótima análise!!!!!!! Traduz muito do que estou sentindo!!! Gostei mais ainda quando li seu mini CV! Mais ainda em comum! Um abraço!!!

Sirlei said On 19 março 2016 Responder

Vc escreveu tudo o que penso, não sei se corro ou se fico. Me envergonho de não ter uma opção não corrupta, na verdade nesse rolo todo o que sobra é o palhaço tiririca :( … Vai vendo.

Maria Aparecida oliveira said On 19 março 2016 Responder

A expectativa da grande maioria dos brasileiros e que tudo isso acabe em pizza.

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Acho difícil uma pizza, pois já há dezenas de presos.

Cris said On 19 março 2016 Responder

So vejo 1 obstaculo na PEC das eleições gerais: em quem votar?!

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Cabe construirmos alternativas. Há muitos nomes dentro dos partidos.

Alexandre Magalhaes said On 20 março 2016 Responder

Prezados, amigos meus que ainda defendem o PT, Lula e tudo o que os envolvam (impressionantemente), foram por mim indagados a respeito de quem eles elegeram. Eles disseram que foi a Dilma e retruquei, indicando que foi na chapa Dilma/Temer. Nao sou eu que quero o Temer, mas a Constituição é que manda o Vice-Presidente assumir o lugar do Presidente que venha a ser impedido, ou, antes, quando o Presidente viaja, fica doente….portanto, antes de falarmos da assunção do Poder pelo PMDB, devemos olhar que foram os próprios PTistas que elegeram esta chapa. E assim que deve ser, pela Lei Maior. Por fim, lembre-se que o caso que está sendo julgado pelo Congresso agora se refere as pedaladas fiscais cometidas. Em caso de queda, Temer assume, mas isso não tem a finalidade de extinguir o julgamento no âmbito do TSE, pois é a chapa que está sendo questionada, ai sim, por crime praticado. Enfim, corremos o risco do Temer assumir e perder o Mandato no segundo semestre e, com isso, o parlamentarismo (ou semipresidencialismo) pode ganhar peso….Atenciosamente,

Carlos Lima said On 20 março 2016 Responder

Ministério Público divulga ter na manga uma delação que será explosão na próxima semana….
Ministério Público Federal está festejando uma nova delação premiada feita recentemente em Brasília.

VEM CADEIA POR AI, Ministério Público Federal está festejando uma nova delação premiada feita recentemente em Brasília. Ela seria, nas palavras de procuradores, uma “das melhores” já obtidas até agora no âmbito da Operação Lava Jato.
O próprio procurador-geral da República, Rodrigo Janot, confidenciou a interlocutores de sua confiança que tal depoimento é explosivo e cheio de detalhes. Apesar da expectativa gerada, ele não avançou sobre o conteúdo da nova delação.
Representantes de Lula se reuniram recentemente com diretores da área jurídica da Odebrecht. Queriam saber as explicações que a empreiteira daria na Justiça sobre a reforma no sítio frequentado pelo ex-presidente.

Na reunião estava presente também representante do engenheiro Frederico Barbosa, da Odebrecht. Ele avisou que o profissional não pouparia mais a empresa, como já fizera anteriormente em entrevista à Folha. Dias depois, em depoimento, Barbosa afirmou que atuou na reforma do sítio a pedido da empreiteira. A Odebrecht teve que confirmar.

Uma das maiores preocupações da Odebrecht é poupar Alexandrino Alencar, ex-executivo da empreiteira que hoje cumpre prisão domiciliar. Ele era o elo mais estreito entre Lula e a empresa.
FacebookTwitterGoogle+

Vivian said On 20 março 2016 Responder

Olá!
Lí com atenção o que escreveste e tenho dois pontos importantes a colocar. O primeiro deles diz respeito a história. Como sabes, somos um povo que não dá muita importância a sua história, ela é estudada apenas para passar de ano ou para ir bem no vestibular. Conhecer história, porém, poucos conhecem. Como disse Edmund Burke, povo que não conhece a sua história está condenado a repeti-la! Se não vejamos: quando do suicídio de Getúlio Vargas, em 1954, tínhamos um governo que tentava ser progressista deixando de investir nas oligarquias cafeeiras e buscando a industrialização do país, contra ele estavam toda a elite paulista centrada na figura de Carlos Lacerda. Falava-se nas posições políticas de cada grupo? Se discutia o que era o melhor para o país? Não! O que havia eram denúncias de corrupção! E nesse barco estavam políticos e a imprensa! O suicídio de Vargas impediu que esse grupo chegasse ao poder em 1954, mas 10 anos depois ele finalmente conseguiu. Contra o governo nacionalista de Jango o que se dizia: se apontavam os erros dessa posição? Se apresentavam alternativas? De novo não! Se denunciava a corrupção do governo! Durante mais de vinte anos esse grupo esteve no poder, se instituiu o capitalismo mais ferrenho, só esqueceram de acabar com aquilo que eles mais denunciavam: a corrupção! Agora temos um governo que realizou algumas (na minha opinião, poucas) ações que são fundamentais para a construção do Brasil: melhorar a distribuição de renda, aumentar de fato o salário mínimo, investir na população brasileira e não na elite super rica! Nem de longe é colocado que os que se opõem defendem o fim dos programa sociais, salário mínimo baixo para baratear o trabalho, fim das conquistas sociais para aumentar a produtividade e tentar competir com a China! De novo, o que se fala é em corrupção! Resumindo, deve-se combater sempre a corrupção, mas não podemos nos iludir achando que tudo se resume a isso: na verdade, tudo se resume a política!

Ufa! Escrevi demais! Outra vez termino de dizer o que penso!

Vivian

Odete Maio said On 20 março 2016 Responder

Vivian, muito pertinente o seu texto. Estão presentes todos os elementos dos golpes. E o que vem depois é sempre muito pior. No caso atual então, as alternativas ao atual governo são assustadoras. Para não repetir os erros, penso que devemos lutar pela democracia e pelo Estado Democrático de Direito. Fora da ordem institucional, teríamos o retrocesso e a barbárie. Há excessos e omissões de todos os lados. Deve-se punir quem excedeu e cobrar de quem se omitiu. Seria um inicio da volta à normalidade, à ordem democrática.

Professora Sonia said On 25 março 2016 Responder

Perfeito!

Leila said On 20 março 2016 Responder

Todos deveriam ler, gostei dessa reflexão!
Se todos os brasileiros que estudaram, analisassem a atual situação com esse mesmo ponto de vista, nem estaríamos assistindo a este processo em pleno ano eleitoral.

Thiago Ribeiro said On 20 março 2016 Responder

Parabéns pela reflexão!
É exatamente assim que penso!

Rozeli said On 20 março 2016 Responder

Sou contra a saída de Dilma e ficar Cunha Temer Renán Aécio isso é golpe . Porque não colocarão grampos em Cunha isso já é um baralho de cartas marcadas .PMDB quis os melhores cargos e agora abandoná a Presidente e possa de bons moços a para com essa farsa o Brasileiro se afundando e ninguém está preocupado com isso .Cunha nunca trabalhou na sexta feira para aprovar nada que diz respeito para o bem do povo mas para tira a presidente e afundar o país ele sabe . Se o juiz Sérgio Moro fosse o cara mesmo ele deveria ter colocado o grampo em todo o congresso e no vice de Dilma para ele vê como foi dado essa quadrilha aí sim ele seria o cara mas fora isso acho que ele exita cada vez mas a população colocando só coisas da Dia e do Lula tem que grampiar todos aí sim tem meus respeito

Eloisa Helena Casali said On 20 março 2016 Responder

Gostei muito do que li. Foi muito esclarecedor. Estava muito confusa. Muito obrigada.

valeria said On 20 março 2016 Responder

A sua angústia também é a minha e certamente da maioria dos brasileiros.

Silvia Tibiriçá said On 20 março 2016 Responder

Parabéns pelo excelente texto. As suas são as minhas reflexões

mariangela said On 20 março 2016 Responder

Marina é co objetivo final do texto Marcio?

Marcio Sales Saraiva said On 20 março 2016 Responder

Não.

Antonio Junior said On 20 março 2016 Responder

Melhor análise sobre a situação política do Brasil.

Ariadne said On 20 março 2016 Responder

Sempre houve corrupção, mas nunca em níveis tão altos e disseminados por todos os estratos do Poder, nem com tanto deboche e desfaçatez com a coisa publica, os agentes políticos e as consequências. Creio que Lula pode falar tantos palavrões quanto achar bom, mas não pode tratar os assuntos de governo, a roubalheira geral e os seres humanos que foram fiéis a ele durante tanto tempo com tanta obscenidade. Creio que, com o caráter que ele e seus seguidores demonstraram, melhor será sair dessa inércia moral em que estamos e seguir em frente, encarando as dificuldades que surgirem. Como está, só vai piorar, está evidente.

JACQUELINE GONCALVES FONTENELE DE MATOS said On 20 março 2016 Responder

Por isso vou sair de férias e só volto em 2018.

Renata said On 20 março 2016 Responder

Minha angústia também!!!!

Antenor Greco said On 20 março 2016 Responder

Márcio,
Também compartilho do mesmo sentimento e desconfiança que você. Apenas acredito em um passo de cada vez. O primeiro passo foi a existência da lava jato, expondo os corruptos e simpatizantes. O Segundo e atual esta sendo o apoio da maioria do povo às investigações.
Tenho fé que políticos corruptos cairão um a um ao longo desse processo, fortalecendo as investigações a tal ponto que não se reelejam mais.
O terceiro passo virá depois com novos políticos que, espero eu, tornem as instituições fiscalizadora mais independentes e fortes.

Queles said On 20 março 2016 Responder

É exatamente assim que me sinto, penso que precisamos da vacância dos CARGOS DE PRESIDENTE e VICE para termos uma eleição em 90 dias depois de aberta a última vaga, conforme preceitua o art. 81 da Carta Magna.

Imagina fora o PT, assume o PMDB com apoio do PSDB. O maior problema não é a sigla e, sim, os líderes – a maioria está sendo investigado.

Na minha visão, se houvesse o mínimo de decência a renúncia de ambos seria uma saída digna para a formação de um ESTADO SÉRIO.

Entretanto, temos consciência de que honestidade, seriedade e ética são atributos escassos neste país, pois as pessoas alegam simplesmente não saber, QUANDO DEVERIAM SABER, POIS É INERENTE AO OFÍCIO.

Nessa linha, parece – me que a sugestão de uma PEC para que se criasse um mecanismo democrático que fosse possível uma convocação de novas eleições, acaso Dilma seja afastada pelo processo em curso, sendo o PMDB corresponsável (inegável) não assumisse o poder ou independente do impeachment, diante dos efeitos perniciosos da crise de governabilidade, cujo prejuízo é de dimensões imensuráveis ao país, não podendo se arrastar até 2018, sob pena de um colapso social, político e econômico ainda maior, seja a mais adequada.

Viável? Não sei, mas seria justo com o povo brasileiro que suporta uma das maiores cargas tributárias do mundo e que não tem a contrapartida, ou seja, educação, saúde, transporte, segurança e outros tantos serviços públicos de qualidade que façam jus à cobrança excessiva de tributos.

Além disso, no meu sentir, fortaleceríamos o nosso Estado Democrático de Direito e os princípios contidos no art. 37 da CF, o famoso LIMPE, poderiam, de fato, vivenciados e visualizados por todos nós.

Pedro Pedreiro said On 20 março 2016 Responder

Caro Márcio, concordo contigo em quase tudo, discordo em dois itens. Primeiro quanto as considerações feitas ao juiz Moro, considero-o um juiz parcial, com clara definição partidária em sua atividade profissional, vaidoso e por isso com personalidade vulnerável as bajulações da mídia. Segundo, só uma convulsão social (que não está longe) tirará os militares dos quartéis, mas um golpe não precisa ser necessariamente dos militares. O judiciário, com Gilmar Mendes e Sérgio Moro dando as cartas, e os demais representantes vindo a reboque ou acovardados, está com todo o esquema montado e voando em céu de brigadeiro. Os golpe do judiciário está batendo na nossa porta, os neófitos não conseguem avaliar o desastre que estão apoiando, mas a mais longa e negra das noites se aproxima no oba oba dazelites.

Regina Araújo said On 20 março 2016 Responder

Sensação de desamparo e desânimo!

Eva Saturno said On 20 março 2016 Responder

Acho tudo muito bem explicado sobre os Lixos político do nosso país.
Nova eleição é o mais indicado, desde que seja, sem urnas Eletrônicas.
Entendo tbm que o país precisa andar urgente.

Henrique said On 20 março 2016 Responder

Eu tenho uma esperança, meu amigo! Se o Michel Temer não sair, o povo irá unificar as massas polarizadas e lutarão juntos contra o PMDB. Tenho muitos amigos que estão na mesma posição que eu (Petistas, Anti-petistas e os no meio do caminho). E tem que declarar guerra contra esse partido, cujos líderes são muito mais corruptos que o do PT.
Essa máfia atual do governo (incluo o PT, PMDB e PP, entre outros) dão inveja a qualquer máfia. Imagina agora o PMDB se unindo com PSDB e DEM, vai ficar pior ainda!
Precisamos juntar forças e derrubar tudo! O povo manda! O povo comanda! Afinal, estamos em uma democracia.

Maria Aparecida Romano said On 20 março 2016 Responder

Grata!
As suas reflexões deram contorno as minhas angústias.
Abraço

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

Somamos nossas angústias. Abraços!

Will said On 20 março 2016 Responder

Ótimo texto, só discordo do ponto 7, porque acho que a origem do furacão é sim muito importante.

Will said On 20 março 2016 Responder

Também não concordo com eleições gerais. Pra mim ela tem direito de governar, ou pelo menos tentar.
Paz.

Flávia said On 20 março 2016 Responder

Perfeito, resume bem a sensação de grande parte da população que não quer mais o PT, mas também não suporta as alternativas que restam.

Maria José Souza said On 20 março 2016 Responder

O seu texto é ótimo! Estamos em um impasse. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Não podemos perder a fé, a esperança, a crença em povo guerreiro que sobreviveu tantas lutas! Pra frente! Brasil!!!!!????

Ana said On 20 março 2016 Responder

Isentão governista nível sabonete.

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vera Lúcia said On 21 março 2016 Responder

Sinceramente compartilho de tudo que foi exposto, porém penso que nosso sistema político está totalmente corrompido, em todas as esferas do governo, não consigo entender como foi possível durante tantos um governo cometer tantos desmandos, desvios e roubos sem que houvesse nenhum impedimento?
Me pergunto, onde esteve nossa oposição, nosso TCU, qual a real necessidade do nosso Congresso, se formos avaliar não temos ninguém defendendo o interesse dos cidadãos brasileiros, e sim cada parlamentar defendendo interesse do seu partido, ou seu próprio interesse.
Penso que se não todos, mas uma boa parte dos nossos políticos, já se corromperam ao sistema.
Mas que não se enganem os políticos corruptos, existe um Deus, que está vendo tudo, e fará justiça, está sei que não falha!

Maria de Lourdes Vieira Sanseverino said On 21 março 2016 Responder

Não achas estranho que o dinheiro sujo de financiamento de campanha foi dado apenas para os candidatos do PT? Então, qualquer candidato, de qualquer partido, concorrendo para qualquer cargo, pois anuladas as eleições, devem ser anuladas em todos os níveis, Federal, Estadual, Legislativo e Executivo. O dinheiro sujo estava em todas elas e pedalada por pedalada, a maioria dos governadores também está.

Não achas estranho a postura do juiz Moro? Também questionava a ida do Lula para um ministério, depois de escutar as gravações, onde em nenhum momento e sem saber que estavam gravando, comentou algo que indique delito? Querer se livrar do Moro não conta, pois ele quer prender o Lula, com ou sem provas. Pois ele não estaria saindo de ser investigado ou julgado, apenas tentando não ser julgado por alguém que já o condenou, muito antes de provas e julgamento. Durante 15 dias não encontraram nada de grave, além dos palavrões? As provas foram recolhidas, 16 dias de, provavelmente, pente fino 24h por dia e nem um mínimo indício apareceu? Já estaria no ventilador.
Não te parece estranho que o site da Justiça Federal Tribunal Federal – 1ª Região tenha sido retirado do ar, quando circula uma denuncia que não sei se é verdadeira, pois quando fui procurar na fonte, se era verdadeira, não foi possível, pois como existem processos acumulados, ficará 10 fora do ar? Só agora o volume de processos ficou insuportável? Não é muito grave a denuncia de que a liminar foi concedida, lançada no sistema, 4 minutos antes de ser recebido pelo juiz Itagiba o pedido?
O que mais me assusta é que a sujeira, parece também estar começando a dominar o Judiciário.
Então, salvo provas em contrário, acho mais justo e seguro, respeitar o resultado das eleições e que os derrotados aguardem mais 3 anos sua nova chance.
Acho que finalmente chegamos a raiz do problema, o resultado das eleições. Perder pra Dilma, não aceito. Pior, foi pela segunda vez. Pensando bem, foi a quarta. Socorro, acho que se o Lula tiver vontade, teremos a quinta. Pior, se ainda existir reeleição (Coisa que já está sendo discutida, e não pela melhora política, pois dentro deste quadro e desta maneira, é só para diminuir a chance de nova derrota.) tenho a chance de perder a sexta? Não, pedalar é um crime muito grave, ela sabia de tudo, tem de ser retirada para que eu não tenha de pagar mais mico.

Guilherme Scalzilli said On 21 março 2016 Responder

É fácil falar em punição para tucanos sabendo que elas não ocorrerão jamais com esse Judiciário partidarizado e tendencioso. O pretexto do combate à corrupção só vale enquanto for usado contra petistas. Assim que algum delegado maluco pusesse FHC ou a filha do Serra da Privataria no camburão, os defensores da legalidade melariam a brincadeira.

FHC usou uma empresa para pagar mesada à ex-amante. José Serra e Geraldo Alckmin continuam nos respectivos cargos mesmo com o escândalo dos cartéis do metrô. Aécio é suspeito de receber propinas no esquema de Furnas. Eduardo Cunha, que ainda continua presidente da Câmara, escondeu contas na Suíça. O prefeito de Campinas (SP) tinha um assessor ligado ao PCC. Nenhum tucano foi condenado pelo mensalão.

E é Dilma que deve deixar o governo? Lula é corrupto porque recebeu por palestras? Porque fizeram reforma num apartamento que não era seu? Porque existem pedalinhos no sítio de um amigo? Sério? É assim que eles pretendem combater a corrupção no país?

Roger said On 21 março 2016 Responder

Essa situação foi criada por todos, para que tudo ficasse como está! Todos são juízes de todos, acusam e julgam da forma que quiserem, e o país fica na mesma merda (rsrsrs….), o povo dividido e esperando por um salvador da pátria. Estamos sempre caindo na mesma cilada. Eles querem isso, seja da esquerda, direita ou do centro. O propósito é termos os sentimentos de angústia, medo, raiva, impotência, depressão, ódio e por fim a revolta, acabamos fazendo e/ou aceitando qualquer coisa externa para controlar e aliviar nossa tensão. “O sistema é muito complicado e vocês não são capazes de se resolverem. Se deixarmos vocês unidos, nós não teremos o que temos sempre, poder e domínio sobre vocês”. Nós não temos que acordar para a corrupção do governo, nós temos que acordar é para a vida!!

MAURICIO DE AZEVEDO said On 21 março 2016 Responder

Lamentável neste país que defender a justiça é ser petista. Esse raciocinio pequeno e tacanho é típico de quem le puco ou não sabe interpretação de texto. Parabéns pelo excelente artigo . Assinaria o integralmente. Abraços.

JP Bittencourt said On 21 março 2016 Responder

mesmo com toda angústia, temos que resistir. apressar impeachment para salvar pescoços ou apressar eleições para parar a crise são erros. quem seriam os candidatos? a sociedade precisa desse tempo de discussão e amadurecimento para criar alternativas verdadeiras.

Itabira Jonas said On 22 março 2016 Responder

Muito bem! É exatamente assim que vejo a “política brasileira”. Precisamos reconstruir uma nova ordem política, sem os “velhos salvadores” da pátria.

Heloisa said On 22 março 2016 Responder

Você está no grupo conhecido como “isentões”. Não toma nenhum lado e, portanto, não tem culpa de nada. Uma pessoa passiva, um cidadão “comum”, que reclama que da corrupção, mas não faz nada pra mudar… Reconheço, entretanto, que tem alguns pontos bons o seu texto.

Marcio Sales Saraiva said On 23 março 2016 Responder

Não sou “isentão”. Tenho posições claras!

MARIA INÊS said On 24 março 2016 Responder

NESSE MOMENTO ACHO QUE O MEU PAÍS ESTÁ PRECISANDO DE REFLEXÕES SIMILARES A ESSE ÓTIMO TEXTO!

Maria Amelia Schmitt said On 25 março 2016 Responder

Eu so tenho uma coisa a dizer: TENHO VERGONHA DE SER BRASILEIRA!

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

Amo meu país e não vou confundir o Brasil com essa oligarquia política canalha. Abraços!

Odon A. Lima said On 28 março 2016 Responder

O erro da Dilma foi distração, tem concerto, ela não errou, ela se distraiu, está consertando. O Lula foi um grande presidente, pagou o FMI, fez muita coisa pelo pís, devolveu muitos empregos de volta que o collor fez,..a fome demkais diminuiu, eu por exemplo, voltei a trabalhar por causa do Lula que me devolveu emprego. Me preocupa esse PSDB, parecem lobos vorazes, querendo matar a presa..(Dilma) e prender seu guardião Lula, e o povo vai sofrer. Tomara Deus que isso acabe logo.Todos o s presidentes roubam, mas porque só o lula é investigado hein,..caracas.!

Marcio Sales Saraiva said On 13 abril 2016 Responder

A ideia de concertação nacional do espanhol não é conserto.

Odon A. Lima said On 28 março 2016 Responder

concerto=conserto, desculpem

Deixe uma resposta para Eloisa Helena Casali Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>