Blog

Home/Blog/82 crianças mortas pela polícia: até quando?

82 crianças mortas pela polícia: até quando?

 

Não sou contra a polícia. A sociedade precisa de segurança e isso inclui policiais bem treinados, bem pagos, adequadamente equipados e com acompanhamento psicológico. Dito isto, quero sair do jogo direitos humanos versus polícia que alimenta o jogo perverso dos conservadores. Sabemos que o policial (na sua maioria pardos e negros de origem pobre!) é também parte de uma engenharia institucional estúpida e assassina.

Dito isto, assusta-me saber que 60% das mortes de crianças (até 14 anos) entre 2003-2012 foram da polícia do Rio de Janeiro. Como explicar isso? E o pesquisador Ignácio Cano ainda diz que esses números (do Ministério da Saúde) estão subnotificados, ou seja, tem mais crianças mortas pela polícia brasileira – o total em dez anos é de 82 mortes.

Não vejo outro caminho: combater a impunidade, melhorar o treinamento, afastar policiais envolvidos em ilícitos (corrupção, violência e drogas), mudar a gestão, desmilitarização e compromisso com os direitos humanos.

Todos nós queremos e precisamos de policiais nas ruas combatendo o crime e dando proteção social. Mas as ações covardes e que violam os direitos humanos faz com que a sociedade tenha medo da instituição policial e não confiança. Essa degeneração da ação policial, coloca a instituição contra a sociedade. A polícia, tal como é hoje, virou uma ameaça para todos nós.

MARCIO SALES SARAIVA é sociólogo/cientista político, apaixonado pelas reflexões teológicas, mestre em políticas públicas pelo PPGSS-UERJ e pai de Tatiana, Michel, Gabriela e Isabela. É um democrata de esquerda que defende os ideais de justiça, igualdade e direitos humanos. Milita na defesa de direitos da comunidade queer/LGBT e considera o amor/caridade como caminho sagrado para o encontro com o Divino.
Gostou do artigo?
Assine a newsletter e receba as novidades em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>